Copacabana, Rio de Janeiro 21 988341494
Design, Marketing Digital

Chegou a hora! Após muito pesquisa, muito estudo, e muita informação, você viu que está na hora de o seu negócio entrar para a internet. E para isso, você chegou a conclusão que vai precisar contratar uma agência digital especializada. Mas como fazer isso?

Contratar serviços em design e marketing digital é sempre um grande desafio. Entender quais os melhores canais para investir, ou mesmo saber em qual agência confiar, não são tarefas fáceis.

Por isso, e por terem pouco entendimento na área, é comum as pessoas escolherem a agência pelo menor preço. Porém, essa não é uma forma inteligente em maximizar o seu custo benefício. Principalmente hoje em dia.

Com a ascensão da área digital, diversas agências estão surgindo. Qualquer um se julga um gestor de marketing digital, um designer ou um social media.

Logo, a grande diferença entre as agências, está na qualificação de seus profissionais, na sua forma de trabalho e em suas experiências de mercado. Levando em consideração esses pontos, já é possível eliminar algumas opções entre as agências digitais que você está em dúvida.

Mas acredito que você deve estar se perguntando: porque uma agência iria dar dicas para ser comparada com outras?

Para nenhuma agência é vantajoso ter clientes que não se encaixam em seu perfil. Muitas vezes o cliente e a agência perdem muito tempo pensando e planejando uma estratégia e só no final percebem que a real necessidade não poderá ser atendida.

Por isso, o nosso intuito é te explicar os critérios que você deve considerar ao escolher uma agência digital visando o melhor retorno sobre investimento.

Portanto, abaixo elencamos os principais pontos que você deve levar em conta ao contratar uma agência digital.

1) Você já tem um objetivo?

Antes de sair cotando orçamento com várias agências, tente definir os seus objetivos. Afinal, se você não tem objetivos, é como dizia o gato do filme Alice no País das Maravilhas: “Se você não sabe aonde quer chegar, qualquer caminho serve!”.

Por isso é importante ter objetivos. Saber o que você quer e o que você espera do trabalho da agência. Até mesmo para saber se você precisa de uma agência especializada em design, publicidade ou em marketing digital. Ou mesmo uma agência que mescle conhecimentos de diversas áreas.

2) O que a agência já fez de bom?

Uma das melhores maneiras de evitar dor de cabeça, é olhar o portfólio e os estudos de casos das agências que você pretende orçar. Além é claro, se possível, buscar referências e recomendações com os clientes já atendidos.

Afinal, o portfólio e os cases, são um pouco do que você pode esperar como cliente. Logo, é muito importante considerar agências que mostrem isso de forma clara em seus sites!

Outro detalhe importante é verificar quais os tipos de empresas estão no portfólio. Além disso trazer mais credibilidade, você também pode ter uma ideia dos ramos de atuações mais atendidos pela empresa.

3) Os profissionais que atuam são bem qualificados?

É muito importante você procurar saber quem está por trás da agência e se seus profissionais possuem os conhecimentos necessários. Apesar deste ponto parecer óbvio, muitas vezes isso não acontece.

Você olha o site da agência, vê seu portfólio, mas muitas vezes não consegue saber quem está por trás do time de profissionais. Ainda mais hoje em dia que os contatos entre agência e cliente estão sendo cada vez mais por meios online.

Por isso, é muito importante você questionar as agências quanto ao seu quadro de funcionário. Não tenha vergonha de perguntar sobre as pessoas que possivelmente trabalharão com você. Profissionais com experiência, conhecimento e boas habilidades de comunicação são essenciais, já que muitas vezes irão lidar diretamente com a sua empresa.

4) A agência é especializada em apenas uma ou diversas áreas?

Atualmente, existem vários tipos de agências digitais. Existem as que são focadas em web design, tem as que são de design gráfico, as de marketing digital, as de mídias sociais, as de produção audiovisual, fora as que englobam várias áreas de atuação.

Voltando ao ponto número 1, essa é a importância em definir objetivos. São eles que vão te fazer optar por uma ou outra agência específica. Claro que dentro de uma estratégia completa de marketing digital, as áreas se convergem, fazendo com que uma área sempre precise de outra para que se chegue em um resultado satisfatório.

Portanto, a não ser que você precise de um projeto bastante específico, que necessite de uma expertise em uma única área, é melhor você selecionar agências que atendem a várias áreas dentro do design e marketing digital.

5) Os valores cobrados são justos em relação ao mercado?

Busque orçamento com diferentes agências e avalie se o preço da que você gostou é justo. Os valores de uma empresa dizem muito sobre ela, principalmente sobre seu comprometimento com os clientes. Portanto, sempre desconfie de agências que cobram muito abaixo do mercado. Muitas vezes o barato saí caro.

Afinal, é muito importante diferenciar preço e valor. Preço é o quanto você está pagando. Já valor, se refere aos benefícios que o trabalho traz. Um serviço contratado só é um investimento quando ele gera retorno que seja mensurável. Se ele não trouxer isso, ele deixa de ser um investimento e passa a ser um custo.

Sendo assim, busque por agências que querem mais do que seu dinheiro. Busque agência que torcem pelo seu sucesso e que façam de tudo o que estiver ao seu alcance para prestar o melhor serviço possível.

6) A agência é transparente no contato, na contratação e na entrega dos serviços?

Sempre veja se a agência está sendo clara e transparente desde o primeiro contato, a apresentação da proposta, e na assinatura do contrato. Questione seus processos e perceba se a agência está aberta para mostrar como as coisas acontecem no dia a dia. Isso geralmente diz como ela vai agir entrega dos serviços.

É importante não deixar que nada fique subentendido! Tem que haver clareza e transparência em todas as etapas e estratégias adotadas com o cliente. Afinal, você está contratando um serviço, logo é preciso ter certeza de que este está sendo feito com seriedade.

Agora que você já sabe os principais pontos que você deve levar em conta antes de contratar uma agência digital, é hora da ação. Portanto, observe e questione antes de assinar qualquer contrato.

Converse com clientes ativos, leve em consideração reviews, cases, certificações dos profissionais e qualquer indício do bom trabalho desempenhado. Cliente e agência precisam andar juntos para que os objetivos sejam alcançados da melhor forma!

Já conhece as nossas soluções em design e marketing digital? Nos colocamos a sua disposição para pensar e traçar estratégias juntos. Por favor entre em contato para saber mais.


0

Design

“Marca e logotipo não são para mim. Minha empresa é bem pequena. Tenho somente alguns clientes.”

A maioria das pessoas não entendem o quanto é importante um bom logotipo e como é valioso para o seu negócio. Por isso muitos pequenos empresários e empreendedores acabam pensando conforme a frase acima. E esse é um dos maiores erros que pequenas e novas empresas podem cometer.

Não é porque você atende 30 pessoas na semana que tem menos valor do que as companhias que atendem 30 a cada minuto. A sua loja, seu restaurante, seu escritório, o seu empreendimento, faz sim a diferença na vida de algumas pessoas. Todos nós deixamos uma marca com o que fazemos, seja ela formal ou não. Afinal, o conceito de marca é muito mais subjetivo do que parece.

Mas então o que representa uma marca?

É um nome? Um símbolo? Talvez um produto? Ou apenas uma comunicação?

No fundo, não se trata de criar um logotipo ou um símbolo. Nem mesmo um nome fantasia. Trata-se de criar uma identidade para a sua empresa, ou seja, definir o posicionamento do seu negócio e a forma como você quer que sua empresa seja reconhecida no mercado. Pois a imagem da sua marca representa um combinado de experiências e percepções dos seus clientes.

Por exemplo: a Havaianas não é apenas uma fábrica de chinelos de borracha. Além da garantia de produtos de qualidade, hoje em dia a Havaianas lança moda, cria estilo e se tornou um ícone brasileiro, sendo considerado muitas vezes como um souvenir de luxo para os gringos.

É como falamos à cima, tudo é uma questão de percepção. E saiba de uma coisa: as pessoas estão sempre prontas e dispostas a gastar mais com uma marca que conhecem e confiam. Afinal, quando um cliente compra um produto ou serviço específico, ele está comprando a marca.

Mas por onde você deve começar? Como você pode fazer as pessoas comprarem a sua marca?

O primeiro passo é comunica-la, através de uma representação visual: o logotipo. Ele dá a um cliente o primeiro “sabor” do seu negócio, diz o que ele pode esperar do seu produto ou serviço. É um dos ativos mais valiosos de sua empresa e com certeza o mais importante elemento da comunicação visual de sua marca, responsável pelo posicionamento do seu negócio.

O logotipo tem a função de transmitir uma mensagem que deve ocupar um espaço na mente dos seus clientes. Ele deve mostrar os diferenciais de sua empresa e os motivos pelos quais esses clientes devem confiar na sua marca e preferir usá-la em lugar dos concorrentes.

Num conceito mais técnico, o logotipo é um conjunto formado por letras, imagens e cores que identificam ou simbolizam uma marca, produto, serviço ou pessoa.

O design de um logotipo deve oferecer o reconhecimento imediato, inspirando confiança, admiração, lealdade e uma superioridade implícita. Nas palavras do conhecido designer David Airey, “um design icónico verdadeiramente invejável… é simples, relevante, duradouro, distintivo, memorável e adaptável”.

Como criar um logotipo

Quem vai criar seu logotipo? Quem assumirá essa enorme responsabilidade?

Você mesmo, usando uma ferramenta gratuita na internet?

Bem, atualmente o que não falta são sites na internet prometendo “logomarcas” (nome totalmente errado em conceitos técnicos) gratuitas. Ou então fazendo especulação no Design. Isto é: sites que projetam várias opções de logotipos e você paga se gostar.

Posso ser sincero? Isso nunca dá certo. E você quer saber o porquê?

O que não faltam são perigos de criar logotipos gratuitos ou baratos na internet. Os mais comuns são:

  1. Uso de imagens e ícones que podem ser usados por outras marcas também
  2. Uso de tipografias simplórias e repetitivas
  3. Falta de criatividade
  4. Uso de ideias pré-concebidas e soluções fáceis
  5. Escolha de cores sem embasamento teórico
  6. Trabalho de aparência caseira, sem profissionalismo
  7. Não há um estudo sério sobre os elementos
  8. Baixa qualidade dos arquivos
  9. Não passar o posicionamento de sua empresa

Para reforçar ainda mais, você quer ver um exemplo? Então vamos dar uma olhada no que podemos esperar de um logotipo barato (entre R$ 50,00 e R$200,00) feito em um desses sites. O exemplo é o de um projeto com o seguinte tema:

“FAÇA UM LOGOTIPO PARA O SITE ‘SPELA PIANO’. O SIGNIFICADO DO QUE É TOCAR PIANO. ESTE É UM SITE ONDE NOSSOS USUÁRIOS PODEM APRENDER A TOCAR PIANO ONLINE. “

Agora veja abaixo algumas das opções de logotipos apresentadas pelo sites.

Logotipos Baratos

Quais logos acima você pode descrever ou lembrar? Podem se adaptar? São eficazes sem cor?

Transmitem personalidade, caráter ou a atitude da empresa? E reconhecimento imediato?

Se você perceber, quase todos os logotipos acima usam fontes e elementos gratuitos. Isso sem falar que possuem edição padrão e não seguem as regras para um bom logotipo: simples, descritível, memorável, eficaz, escalável e apropriado.

Agora compare com os logotipos projetados por profissionais experientes.

Logotipos profissionais

Sentiu a diferença?

Por que tanta diferença?

Porque profissionais têm um projeto real que envolve pesquisa, esboço, conceitos e reflexão. O processo de concepção de um designer profissional geralmente consiste de:

  • Briefing: Questionário ou entrevista com o cliente para obter o resumo do projeto.
  • Pesquisa: Pesquisas voltadas para o mercado e concorrentes.
  • Referência: Pesquisas sobre logotipo desenhos que foram ou são estilos e tendências de sucesso e que estão relacionados com o resumo do projeto.
  • Conceituando e desenhando: Desenvolvimento do conceito do design do logotipo em torno da pesquisa.
  • Apresentação: Apresentação de número seleto de logotipos para o cliente.
  • Reflexão: Ajustes e mudanças a partir do feedback do cliente.

A criação de um logotipo trata-se de um passo muito importante principalmente no início de um empreendimento, do nascimento de uma empresa. Ele deve ser pautado por muito estudo para a tomada de decisões estratégicas. É preciso de um profissional especializado em design e comunicação visual. Fica claro que a criação gratuita ou barata de um logotipo apresenta diversas fraquezas e riscos óbvios.

Como criar um logotipo de qualidade

Um bom início, para você começar a pensar no seu logotipo, é se fazer as seguintes perguntas:

  • Que valores ou sentimentos você quer que as pessoas associem a sua marca?
  • Como as pessoas descobrem a sua empresa? Em qual mercado ela está situada?
  • Qual é a melhor maneira de alcançar seus clientes?
  • Como você quer que as pessoas se lembrem da sua marca?

Agora, depois de ter as respostas a estas perguntas, encontre um bom profissional ou agência que você confie e que entenda bem do assunto. Afinal, um bom designer com certeza vai fazer estas perguntas e muito mais para ajudá-lo a criar um logotipo que seja simples, relevante, duradouro, distintivo, memorável e adaptável.

Quer você venda desentupidores sanitários, ou seja, um trabalhador autônomo, o seu logótipo precisa ser adequado. Um mau logótipo vai assombrá-lo, mas um bom vai se destacar na prateleira da concorrência e chegar onde você precisa.

Portanto, a equação é simples. O que você precisa é:

• Um logotipo que transmita corretamente o posicionamento de sua empresa
• Que tenha sido criado segundo as melhores práticas de comunicação e design
• Que seja esteticamente atraente • Deve ser criativo e único
• Os arquivos para uso em outras peças devem ser de alta qualidade
• Cores, tipografia e elementos devem estar compostos de forma harmoniosa
• Deve ser fácil de reproduzir em qualquer mídia ou superfície

Mas como conseguir isso com um custo acessível?

A Solução Existe:

A Agência Goma possui pacotes de criação de logotipos que se encaixam em todos os orçamentos. Temos planos para empreendedores que estão começando agora e precisam somente do desenho e conceituação do logotipo, como temos planos para empresas que queiram reformular suas marcas e/ou criarem uma identidade visual completa, com aplicações em camisas, cartazes, banners e etc.

Nós vamos pensar sobre a hierarquia, cor, espaçamento, fontes e uma infinidade de outros detalhes de design que se traduzirão na representação perfeita da sua empresa. Sabemos que o design tem o poder de atrair visualmente, educar, estimular e provocar emoção nas pessoas, por isso, focamos muito a pesquisa e análise da marca e de seu mercado para conseguirmos atingir um logotipo e uma identidade visual memoráveis.

Temos certeza que no final do processo de criação, você terá o logotipo do jeito que queria, muito antes do que imaginava e pagando um preço super acessível!

Para saber mais informações, entre em contato. Te retornamos o mais breve possível. Então é isso! Se você gostou desse artigo e acha que ele pode ajudar seus amigos e conhecidos, por favor não deixe de compartilhá-lo.

Para acompanhar mais dicas de Design, Marketing Digital e Empreendedorismo, não deixe de seguir a gente no Facebook.


0

Design

É muito comum as pessoas terem uma compreensão errada ou limitada sobre o que é design. Afinal, essa palavra é usada com tanta frequência e muitas vezes fora do contexto, que por vezes, acaba tendo sua relevância reduzida.

Se você entende o que é design como saber usar o Photoshop na criação de belas artes gráficas para divulgação de produtos e empresas, você está tendo um conceito bastante limitado! A verdadeira definição do que é design vai muito além disso.

A palavra “design” nunca esteve tanto na moda. Está tão na moda que passamos a ver um “novo nicho de designers”. A manicure agora é designer de unhas, o barbeiro designer de barba, a boleira designer de bolos, o agente de viagens designer de viagens, entre vários outros casos.

Mas afinal, o que é DESIGN?

O design é uma das disciplinas mais requisitadas hoje em dia, nas mais diversas áreas e tipos de negócios. O design atua desde a arte e entretenimento até a produção industrial e os avanços tecnológicos mais arrojados…

Vamos ao exemplo prático: você sabia que é impossível mandar um foguete para o espaço sem vários designers contribuindo de alguma forma neste projeto?

Ficou espantado? Isso é normal. No Brasil, o design ainda é muito pouco valorizado, sendo que poucos entendem a real função desse campo de estudo. Mas temos certeza que essa visão vai mudar!

O design empregado na comunicação visual e identidade das organizações é um dos mais conhecidos, isso por que ele nos chega de maneira mais clara e direta todos os dias, em todos os banners, logos, sites… Mas é importante deixar claro que o design está presente em diversos outros processos dentro de uma organização, para não se dizer, em todos eles.

Design está relacionado ao desenvolvimento e concretização de ideias e propostas que atendam necessidades específicas de cada projeto. A definição mais simples sobre o que é o design é dada por Alexandre Wollner, um dos fundadores do design no Brasil: sendo ela “Design é projeto”. Simples e objetivo.

Já o professor Beat Schneider define design como: “a visualização criativa e sistemática dos processos de interação e das mensagens de diferentes atores sociais”.

Logo, podemos perceber que design é muito mais que uma arte gráfica bem-feita, é um processo que busca soluções criativas e inovadoras para o planejamento, organização, criação e desenvolvimento de uma empresa, marca, produto ou serviço. O design está presente em todas as áreas de uma companhia e em todos os elementos que relacionam comunicação com o mercado.

Principais Características do Design:

  • Design é um processo criativo que busca a melhor solução para um projeto.
  • Um bom design atende necessidades das pessoas, com funcionalidade, custo acessível, bom gosto e sustentabilidade financeira e ambiental, trazendo mais qualidade de vida para as pessoas.
  • Design e inovação estão quase sempre ligados.
  • O design se aproveita de oportunidades de mercado para tornar projetos viáveis e trazer qualidade para um produto, serviço ou projeto.

Ficou claro como o design pode interferir positivamente em diversos aspectos de uma organização? Se ainda não ficou, vamos falar mais:

O que o design pode fazer pela sua empresa?

Para você entender melhor o que é design e como ele pode ajudar o seu negócio, vamos resumir como ele atua no ambiente empresarial, desde o desenvolvimento de produtos e serviços até a comunicação de sua companhia com o cliente final.

Por exemplo, na hora de desenvolver produtos e serviços, o design busca as melhores soluções para atender as demandas do mercado dentro das possibilidades de recursos que a empresa dispõem, buscando sempre produtos e serviços viáveis e sustentáveis.

Da mesma forma, internamente, o design organiza os fluxos de trabalho de forma prática e segura para a organização do ambiente, e principalmente do ponto de vendas. Além de trazer funcionalidade para o ambiente, o design aplicado neste conceito, também atende as necessidades do consumidor e ajuda a manter o padrão da identidade visual da marca.

Já na parte da comunicação, o design pode e deve traduzir o posicionamento da entidade e seus diferenciais de uma forma adequada à linguagem do público-alvo. Dessa forma, construir uma identidade visual sólida para a marca e agregar valores intangíveis aos produtos e serviços do negócio. Tudo isso através do uso de cores, formas, símbolos e tipografias que farão parte dos materiais de comunicação da empresa que vão desde o logotipo, a materiais corporativos e sinalizações de ambiente.

Sendo assim, observamos a presença do design nas três áreas principais do seu negócio:

  • Desenvolvimento do produto/serviço
  • Organização interna dos fluxos de trabalho
  • Construção da Identidade da marca 

O design é seu aliado do começo ao fim do negócio. Para não restar dúvidas, listamos as principais atuações e benefícios do design para a sua empresa:

Inovação: O design busca soluções originais de função, de uso de materiais e tecnologias, de produtividade e sustentabilidade, agregando novos valores a produtos e serviços.
Identidade: O design cria identidades que comunicam as qualidades e características das corporações e dos seus produtos ao mercado.
Comunicação: O design é responsável pelos meios visuais que fazem a associação do empreendimento com o público.
Qualidade: O design busca soluções eficientes para os produtos em relação à empresa e ao mercado, aos meios produtivos, ao meio ambiente e à qualidade de vida das pessoas.

Bem, acho que você pode perceber que o conceito sobre o que é design é bastante amplo. Além de ser um importante fator na conquista do consumidor, o design é uma ferramenta muito importante para a construção da identidade da marca e criação do seu valor intangível frente ao mercado. Sendo inclusive uma alternativa para a redução dos custos de produção. Sim, design é além do que se vê.

Se depois de ler esse texto te restou alguma dúvida sobre a importância do design para a existência e crescimento de uma empresa, entre em contato! Podemos trocar boas ideias sobre esse assunto.


0

WhatsApp chat