Copacabana, Rio de Janeiro 21 988341494
Empreendedorismo

Quantas vezes você já definiu metas que não conseguiu alcança-las?

Seja na vida profissional ou pessoal, é muito importante traçar objetivos e metas. Afinal, são eles que direcionam os nossos esforços em busca de um desejo.

E sempre, o final e início de ano, são os períodos perfeitos para fazer uma reflexão sobre o que foi proposto para o ano que acabou, o que foi possível realizar, e quais são as novas metas para o novo ano.

Por isso, para você não jogar fora o seu planejamento, é necessário construir suas metas de forma inteligente. Se você deseja alcançar os seus objetivos, não basta fazer uma listinha com 10 coisas que você deseja realizar e pronto. As chances de você não alcançar nem o primeiro item da lista é grande.

Afinal, alcançar suas metas e conquistar seus objetivos, exigem dedicação e principalmente consistência. Já dizia Harry Banks: “O segredo do sucesso é a consistência da persistência”.

E é por isso que a grande maioria das pessoas desistem no meio do caminho. No primeiro sinal de que as metas estão distantes, o planejamento do ano perde o sentido e é engavetado.

Portanto, caso você tenha se identificado com essa situação, pode ser que suas metas não estejam sendo planejadas de forma inteligente. E por isso, talvez seja a hora de você saber o que é o método SMART, como utilizá-lo e o que ele pode fazer para te ajudar a alcançar as suas metas.

Porém, antes de explicarmos o que é o método SMART, é preciso definir alguns conceitos.

Objetivo x Meta

É muito comum as pessoas confundirem os conceitos de meta e objetivo. Quem acredita que objetivo e meta são sinônimos, geralmente se contenta em definir somente o objetivo, que é mais geral. Mas esquece de especificar os caminhos para alcançar o objetivo, as metas.

O objetivo é uma vaga ideia do que queremos, é algo que gostaríamos de ter, ser ou viver. Ou seja, é o que nos move, a nossa motivação. Por exemplo, comprar uma casa ou um carro, emagrecer 10 kg, abrir uma empresa, aumentar o lucro da minha loja….

Afinal, para se ter uma vida realmente satisfatória e alcançar resultados, é necessário a definição de um ou mais objetivos. É preciso saber qual caminho estamos seguindo e principalmente se faz algum sentido seguir aquele caminho.

Acordar todos os dias sem saber o que fazer seria algo insuportável para nós. Mesmo quem não tem objetivo nenhum na vida, na grande maioria das vezes tem que seguir a famosa rotina. Seja para ir ao trabalho, para a faculdade, para a academia, ele tem que gerenciar o seu tempo e acaba cumprindo metas em prol de objetivos de outras pessoas.

Agora que você entendeu o conceito de objetivo, vamos para o de metas.

Vamos supor que um dos seus objetivos principais seja aumentar as vendas da sua empresa. Como você pode perceber, o objetivo é muito genérico e não direciona de fato a nenhuma ação. Portanto, é para isso que servem as metas.

Ok. Você quer aumentar as vendas da sua empresa. Mas como você vai fazer isso? Quais produtos você deseja aumentar as vendas? Em quais canais (internet, ponto comercial, representante …) você quer aumentar as vendas? Quais ações você vai tomar para aumentar as vendas?

Essas são algumas perguntas que precisam ser respondidas para você traçar metas, sejam elas metas estruturadas (SMART) ou não.

As metas são os caminhos que você vai percorre para tentar alcançar os seus objetivos.

Por isso é muito importante você entender a diferença entre objetivo e meta para definir os seus, algo que somente 14% das pessoas fazem. E nada melhor do que um método, como o da meta SMART, para você colocar as suas ideias em prática.

O que são metas SMART e como defini-las?

Para traçar metas estruturadas não basta escrever aquela clássica lista “do que fazer” no ano que vem. É necessário ter uma estruturação entre seus objetivos e suas metas. Ou seja, um plano de ações construído com estimativas reais.

O método SMART nada mais é do que uma forma eficiente de criação de metas. Ele funciona como uma espécie de checklist. Cada meta é verificada e avaliada se possui os requisitos para atingir o objetivo.

É bom deixar claro que qualquer meta pode ser transformada em uma meta SMART, tanto pessoal quanto profissional.

A palavra SMART, apesar de ser esperto em inglês, nesse caso, é uma abreviação de 5 critérios que precisam estar presentes em uma meta.

Na palavra SMART, cada sigla tem um significado. Vamos falar de cada um a seguir:

S — Specific, ou específica

A sua meta deve ser específica. Quanto mais específica melhor.

Por exemplo, você quer vender mais em 2019.

Mas o que exatamente é vender mais para você? Dobrar suas vendas? Ter um aumento de R$ 1.000,00 mensais nas vendas?

Ou mesmo se a sua meta for emagrecer em 2019.

Também é necessário deixa-la mais específica. Quantos quilos você quer emagrecer? Em quanto tempo?

Enfim, você sempre precisa fazer especificações para a sua meta SMART.

Veja algumas:

  • O que exatamente você quer alcançar com essa meta?
  • Você precisará de ajuda? Se sim, de quem?
  • Onde a meta será realizada?
  • Como ela vai ser alcançada?
  • Porque ela deve ser seguida?

Como já falei, quanto mais específica melhor.

Para deixar mais claro o entendimento das metas SMART, vamos usar o exemplo de aumentar as vendas. Mas vale lembrar que esse método serve para qualquer meta, seja profissional ou pessoal.

Logo, para deixar a meta mais específica, vamos considerar que desejamos aumentar as vendas de uma loja física.

Agora, vejamos se ela é uma meta específica:

  • O que exatamente eu quero alcançar com essa meta? Aumentar as vendas da minha loja física.
  • Você precisa de ajuda? De quem? De toda a equipe da loja.
  • Onde a meta será realizada? Na loja física.
  • Como ela será conquistada? Com campanhas de marketing e propagandas.
  • Por que ela deve ser seguida? Queremos aumentar o lucro da loja.

Agora, sim, é uma meta específica. Mas, para traçar uma meta SMART, ainda faltam alguns pontos.

M — Measurable, ou mensurável

Pense na sua meta. Ela pode ser medida? Seja em termos financeiros, de tempo ou de resultados? Afinal, uma meta que não pode ser mensurada não faz nenhum sentido.

Imagine que você quer aumentar o reconhecimento da sua marca. Porém, você não faz essa avaliação, não tem uma pesquisa de campo para verificar o seu branding.

Logo, se você não consegue acompanhar o desempenho das ações, você também não consegue dizer que a meta foi alcançada.

Voltando ao nosso exemplo de meta SMART, aumentar as vendas anuais de uma loja física, está na hora de incluir um valor mensurável.

Por exemplo, vamos dizer que a nossa meta seja: aumentar as vendas anuais de uma loja física em 600%.

Portanto, pode-se perceber que para uma meta ser mensurável, ela deve responder as questões:

Qual é o resultado esperado? Aumentar as vendas em 600%

Quanto tempo será necessário para a equipe alcançar a meta? 1 ano.

A — Attainable ou atingível

Suas metas devem ser viáveis. Afinal, do que adianta criar uma meta se ela não pode ser atingida?

Esse é um dos erros mais prejudiciais ao definir uma meta. Traçar metas que não são realistas, só ajudam a desmotivar e gerar uma enorme frustração.

Você até pode trabalhar com metas maiores, mas será que você está disposto a pagar o preço para alcança-las?}

Será que você toparia trabalhar 12 horas por dia ao invés de 8 horas para ganhar mais dinheiro? Ou mesmo investir um dinheiro em sua loja para poder vender mais?

Portanto, antes de criar uma meta, é fundamental avaliar os seguintes pontos:

Com base no histórico, é possível atingir a meta traçada?

Qual a opinião das pessoas envolvidas? Elas acreditam que é possível?

No nosso exemplo, a meta é de aumentar as vendas anuais de uma loja física em 600%, o que dá um aumento de 50% mensais. Levando isso em conta, vimos que essa meta não é viável devido ao poder de investimento da loja.

Por isso, é necessário ajustar a meta para ela ser realista. Após algumas análises, chega-se a meta de aumentar as vendas anuais em 120%, um número que avaliamos e acreditamos que pode ser atingido.

R — Relevant, ou relevante

Sua meta deve ser relevante, tanto para você, quanto para todas as pessoas envolvidas. Quanto mais relevante for a meta, mais motivados as pessoas trabalharão para alcança-las. Isso claro, considerando que sejam metas alcançáveis.

Uma meta que não impacta a sua vida e/ou o seu negócio, não será tratada como prioridade. Por isso, para criar uma meta relevante, é importante olhar para os principais pontos do seu objetivo. Assim, uma meta relevante, terá que impactar diretamente nesses pontos.

Em nosso exemplo (aumentar em as vendas anuais de uma loja em 120%), fica claro que se a meta for alcançada, ela impactará diretamente no faturamento e consequentemente no lucro da empresa. Portanto ela é bastante é relevante.

T — Time based, ou temporal

O último ponto das metas SMART é extremamente importante: o tempo! Qualquer meta deve ter um prazo. Afinal, os prazos são importantes para você tomar ações.

Se uma meta não tem uma data de entrega, ela pode ser alcançada em 1 dia, 1 mês, 1 ano, ou mesmo adiada para sempre.

Por isso é importante definir um tempo para toda meta. Mas tem que ser uma data realista. Porque se você escolhe prazos muito curtos, você corre o risco de desistir por perceber que não conseguirá alcançar o que se propôs no prazo definido.

Em nosso exemplo, a nossa meta já está com um prazo estabelecido, 1 ano. Mas ainda assim, podemos deixar, o prazo ainda mais detalhado.

Então, veja como ficou a nossa meta no método SMART? Podemos escrevê-la da seguinte forma:

“Aumentar as vendas anuais de uma loja física em 120% para melhorar o faturamento e o lucro. Para isso, a loja terá a meta mensal de venda de 10%”.

Viu como essa meta se encaixa em todos os requisitos que listamos? Ela é específica, mensurável, atingível, relevante e temporal.

Agora que você já sabe o que são e como usar as metas SMART, vejas essa dicas para você coloca-las em prática.

5 Dicas para Você Conseguir Alcançar as suas Metas

Porque a maioria das pessoas falham em alcançar as suas metas? Num geral, cerca de 92% das metas definidas no final do ano são abandonadas 15 dias depois.

E o mais comum quando você vê que não alcançou aquilo que se propôs, é encontrar desculpas.

Não tive tempo, ou dinheiro para investimento, nem a equipe certa.

Quando você traça uma meta SMART, tudo isso é pensado. Porém, todos sabemos que entre planejar e executar há um grande gap.

1) Feito é melhor que perfeito

Apesar dessa frase do Mark Zuckerberg parecer contraditória para muitos e poder servir de desculpas para um trabalho mal feito, o fato é que o perfeccionismo muitas vezes causa uma paralisia.

Quem espera ter o controle total da situação e fica esperando o momento perfeito para agir, nunca sai do lugar.

Afinal, o momento perfeito não existe. Você nunca vai estar 100% pronto. Aceite que você nunca terá todas as respostas.

Toda mudança e toda busca por um objetivo, são uma aposta que envolve riscos. Por isso a importância em definir bem uma meta SMART e minimizar seus riscos.

2) Traçar muitas metas SMART

Esse é um erro muito comum. Você começa o ano todo empolgado e faz vários planejamentos.

Mas a questão é que ninguém possui tempo e energia infinitos.

Se alcançar uma só meta SMART já exige muito esforço, imagine duas ou mais. Portanto se você quer sucesso, você tem que aprender a priorizar.

Analise bem a sua vida e escolha 1 objetivo prioritário. Vá a fundo nele. Uma vez completado, é hora de começar outro objetivo.

3) Falta de ação

Ficar só sonhando não muda nada.

Muitas pessoas dizem querer algo, porém não conseguem se esforçar para alcançar o seu desejo.

Quantas vezes você já viu pessoas falando que querem largar o seu emprego e trocar de área, ou mesmo abrir o próprio negócio?

Ou então pessoas que querem perder peso e vivem começando dietas mirabolantes, mas nunca conseguem completar 1 mês seguido? Isso também é bem comum.

Afinal, falar é muito mais fácil do que colocar as suas metas em prática. Mas o fato é que falar não muda nada. É como diz o ditado: “falar, até papagaio fala”.

Algumas pessoas até conseguem definir sua meta SMART, mas ficam somente na teoria. Tirar a meta do papel é um dos passos mais difíceis e importante para quem deseja alcançar um objetivo.

Portanto, faça o primeiro movimento em busca dos seus objetivos. Só você pode fazer isso.

E tenha consistência. Ninguém ganha uma guerra em uma só batalha. Toda mudança e busca por um objetivo é uma luta diária, que exige fazer um pouquinho de cada vez.

4) Monitore o desempenho das ações

O monitoramento e a autoanálise, são pontos chaves para alcançar os seus objetivos.

É fundamental que você acompanhe o desempenho de cada meta traçada.

Se a meta tem o prazo de 1 ano, como em nosso exemplo criado, não deixe para avaliar o resultado no final do prazo. Faça um acompanhamento mensal.

Crie uma periodicidade para as suas avaliações. Dessa forma é mais fácil e mais rápido mudar os planos quando for necessário.

5) Apresente os resultados

Quando uma meta for alcançada, faça questão de apresentar os resultados. Se foi uma meta pessoal, conte aos parentes e amigos mais próximos.

Se foi uma meta profissional, mostre o resultado a sua equipe. Valorize o trabalho e o esforço de todos que participaram para a meta ser alcançada.

Bem, neste post você viu a importância de traçar metas bem definidas. O método das metas SMART é uma ótima ferramenta e garante que o trabalho siga um propósito correto.

Para saber mais dicas sobre marketing digital e design, acompanhe o nosso blog e nossa página do Facebook.


0

WhatsApp chat